Isto é uma projeção de quanto pode ter sido desviado de 01/01/2018 até este exato momento por: desfalque, falcatrua, negociata, traficância, velhacaria e corrupção.
Trilhões Bilhões Milhões Mil Reais Centavos
 
Denúncia - Goiás
28 de Julho de 2012, em Santa Cruz de Goiás - GO -
Ex-prefeito de Santa Cruz de Goiás é acionado penalmente por desvio de verba pública
O promotor de Justiça Fernando Krebs, em substituição na comarca de Santa Cruz de Goiás, propôs ação penal contra o ex-prefeito de Santa Cruz de Goiás, Júlio César de Rezende Serradourada, e também o empresário Divino Antônio de Melo, por apropriação de rendas públicas ou desvio de recursos em proveito próprio ou alheio.
Segundo o promotor, entre 1998 e 1999, Divino Melo constituiu, em Goiânia, a empresa Distribuidora Faroquímica. De posse das notas fiscais da firma, ele passou a negociar com prefeituras, entre elas a de Santa Cruz de Goiás.
A negociação envolveu a venda de notas frias, com a venda do documento sem a correspondente circulação de mercadorias. Segundo apuração do MP, a cada nota fiscal, havia a cobrança de uma comissão de 5% sobre os valores inscritos no documento.
Análise do Tribunal de Contas dos Municípios constatou a emissão de diversas notas frias adquiridas pelo município, na gestão de Júlio Serradourada, caracterizando a prática de crime de responsabilidade dos prefeitos, por apropriação de bens ou rendas públicas ou seu desvio em proveito próprio ou alheio.